Blog da Marcinha

Ao postar emoções, medos, sensações e utopias aqui, através de fotos, pensamentos, crônicas, artigos e poesias, entrego a vocês um pedaço enorme do meu coração, por vezes ferido, outras alerta ou contente. Use com moderação!

21 novembro, 2008

De tanto te amar


Eu te amo em todas as horas do meu dia,
e em todos os sonhos que apareces à noite,
e em todos os estragos e em toda folia,
que tu fazes sempre que entras na minha rotina.

Eu amo tudo que desfila pela tua retina,
eu amo teu jeito revelado de fazer descaso,
e em todos os labirintos em que te amasso,
que me transmutam e me tiram a energia.

Eu te amo com roupa simples e com alegoria,
e em todas as peças da casa em que me desnudas,
e em todos os beijos pelas minhas partes carnudas,
quando me incendeias e me calas de desejo.

Eu te amo até mesmo quando nem te vejo,
eu amo quando fico acordada à tua espera,
e em todos os atos em que te recebi uma fera,
que me transformaram numa mulher passional.

Eu chego a te amar loucamente de tão irracional,
ah, eu amo as tuas ausências e as tuas esperanças,
ah, eu amo as tuas descrenças e as tuas lembranças,
onde nem sempre sou tua personagem mais real.

Eu nem sei o que não consigo deixar de amar em ti.
Amo o sorriso, o compromisso, o carinho de mansinho.
Amo o abrigo, o amigo, as mãos macias nos meus vãos.
Amo o olhar, o apalpar, teu corpo no meu encostadinho.

De tanto te amar, já nem sei o que ainda tenho em mim.
Abandonei um projeto de vida que sempre alimentei.
Abandonei um pouco a certeza e hoje nada, nada sei.
Apenas que te amar me torna uma colombina sem fim.


márcia fernanda peçanha martins

Marcadores:

1 Comentários:

Blogger LYDIAH disse...

Marcinha, Flor querida,

sua maior certeza não é a de amar feito colombina.

Sua maior certeza é a de AMAR!!!

Beijos e bênçãos,
Lydiah.

22 de novembro de 2008 08:06  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial