Blog da Marcinha

Ao postar emoções, medos, sensações e utopias aqui, através de fotos, pensamentos, crônicas, artigos e poesias, entrego a vocês um pedaço enorme do meu coração, por vezes ferido, outras alerta ou contente. Use com moderação!

23 março, 2009

Descanso na montanha (*)

A montanha densa
e a neblina gelada
sepultaram a madrugada.
Sem cor e disforme
a lua se foi calada
e me deixou abandonada.
Namoro se dissolveu
e eu tão apaixonada
agora estava deslocada.
Nem o resto de jasmim
sem cheiro e amassada
refazia minha caminhada.
A noite passou de vez
e sua cor renovada
só me fez assombrada.
Pálido de tanto medo
o sol nasceu encabulado
e estacionou ao meu lado.
Engasgada de desejo
perambulei desmiolada
sem nunca saber a estrada.
Na mesma montanha,
com a lua descansada,
sem noite apadrinhada,
eu deitei paralisada.
E o sol com testemunha,
aparecendo na murada,
acolheu minha ninhada,
eu renasci revigorada.

(*) márcia fernanda peçanha martins

Marcadores:

2 Comentários:

Blogger Francisco Silveira disse...

Talvez por gostar tanto de montanha, já sonhei várias vezes com situações como as que escreves (de maneira linda!) no teu poema.
Mesmo sendo sonhos um pouco angustiantes...renasci revigorado!
Absss!

25 de março de 2009 13:21  
Blogger marcinha disse...

Ah
Acho que o simples fato de sonharmos com paisagens, montanhas, natureza, já nos permite acordar revigorados
abs

26 de março de 2009 12:35  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial